Insetos que nos deixam muito incomodados, os mosquitos são difusos em todo o mundo, de modo particular nos países tropicais; os mosquitos pertencem à ordem dos Dípteros, como por exemplo os moscardos e as Moscas, e à sub-orbem dos Nematoceros, dos quais se distinguem pela forma do corpo, do aparato bocal protuberante similar a uma tromba alongada e pelas asas recobertas nas margens por pelos.

Os mosquitos conhecidos são mais de 2.000 espécies, podem ser distinguidos pelas cores de seus corpos, marrons, ocres, cores escuras, ou mesmo com manchas ou faixas mais claras, pelas dimensões e pelas áreas nas quais se desenvolvem as larvas, o qual ocorre sempre na água, pela maneira diferente das larvas de respirar e pelo modo que têm os mosquitos adultos de pousar sobre a superfície.

Os mosquitos, além disso, pertencem à família das Culicidae que por sua vez subdivide-se em três sub-famílias:

  • Anophelinae
  • Culicinae
  • Toxorhynchitinae (são mosquitos muito grandes, não são hematófagos, e as larvas deste grupo de mosquitos se alimentam das larvas de outros mosquitos)

Somente duas destas sub-famílias de mosquitos se encontram na Itália e na Europa:

  • Anopheles ou Anofelini
  • Culicini as quais pertencem diversas espécies de mosquitos: Aedes, Culex, Mansonia, Theobaldia.

Morfologicamente os mosquitos são semelhantes: corpo alongado e visível, um só par de asas transparentes e sutis, pernas finas e longas, longas antenas sobre a cabeça pelas quais se pode distinguir o sexo, de fato, nas fêmeas dos mosquitos, as antenas têm pelos ralos enquanto no macho são plumosas e mais longas. Além disso o macho do mosquito tem um aparato bocal lambedor e se nutre de essências vegetais, os mosquitos fêmeas, ao invés disso tem um aparato picador-sugador e são hematófagos, isto significa que se nutrem de sangue do qual tem necessidade para levar a completa maturação os ovos, de fato a maior parte dos mosquitos fêmeas que pertencem à família das Culicidae atacam o homem, os mamíferos e os pássaros.

De particular importância para nós, é conhecer o ambiente no qual vivem e no qual proliferam as várias espécies de mosquitos. As diferentes tipologias de água nas quais depositam e se desenvolvem suas larvas, determinam a periculosidade da picada do mosquito que pode ser vetor de doenças como a malária, febre amarela etc.

Os mosquitos são bem adaptados as águas turvas, poluídas, paludosas, salobras e doces, mas sobretudo em zonas pouco profundas e estagnadas, não se encontram jamais em águas em movimentos ou aonde vivem peixes insetívoros como a gambusia affinis

Culex pipens: é o nosso mosquito comum que se encontra sobre o território italiano, tem a extremidade do abdômem chato e os aparatos labiais mais curtos. Este mosquito adaptadou-se perfeitamente ao ambiente urbano, deposita os ovos nas água paradas dos pratos sob os vasos, nas calhas obstruídas, nos containers abandonados; ficam inativas durante o dia e iniciam a sair por volta do crepúsculo e durante toda a noite perturba o nosso sono.

Aedes mariae e Aedes detritus: são duas espécies de mosquitos que tem a estremidade do corpo pontuda e aparato labial curto; vivem nas cidades do litoral, são diurnas e os mosquitos fêmeas depositam os ovos nas poças de águas marinhas aonde as larvas conseguem viver e desenvolver.

Aedes canpius é um outro mosquito muito difuso na Itália mas em particular modo na planície padana, é um mosquito que vive no campo e não entra nas zonas urbanas. Tendo um raio de vôo muito amplo de cerca de 20-30 km as colônias deste mosquito abrangem zonas muito vastas e é agressiva ao homem.

Aedes albopictus ou Mosquito tigre: o nome deriva não somente pelo seu corpo preto com listras brancas transversais sobre o abdômem e sobre suas patas, mas também por causa de sua agressividade contra o homem e pequenos mamíferos. O Mosquito tigre é ativo seja de dia que de noite e se encontra em todos os grandes e pequenos centros urbanos. É um mosquito muito infestante, geralmente se concentra em grandes grupos criando notáveis desconfortos. O encontramo nas zonas do centro-norte da Itália, e o seu aparecimento em nosso país se dá por volta dos anos 90, é um mosquito que antes de desembarcar em nosso território era confinado emalgumas zonas da África e no Japão aonde era vetor de muitos vírus e doenças.

Anopheles: esta espécie de mosquito tem a extremidade do corpo pontudo e oapartolabial longo, no passado era o mosquito mais temido porque veiculava a málaria, mesmo porque é um mosquito que vive e prolifera em ambiente paludoso e em zonas sem rede sanitária e brejosas.

CICLO DE REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS MOSQUITOS

Os machos dos mosquitos tem necessidade de 24 horas para o desenvolvivemto dos orgãos genitais, ”o hipogíno” que tem uma rotação de 180°.Conseguida a maturidade sexual os machos   se juntam em grandes grupos attraindo assim os mosquitos fêmeas. O acasalamento acontece em pleno vôo, e no arco de um ano os mosquitos, sempre dependendo da espécie, podem produzir muitas gerações.

Apenas os ovos iniciam a desenvolver-se no ventre do mosquito fêmea, esta precisa de sangue para nutrir-las e levá-las a completa maturação.

Chegando a maturação dos ovos a fêmea do mosquito depõe até 500 ovos pousando-se diretamente sobre a superfície da água, que deve ser parada (culex), o sobre superfícies húmidas (aedes) e sólidas ou subre folhas de vegetação aquática (mansonia), mas também neste caso os ovos para desenvolver e abrir-se devem ser submersos.

Todas as espécies de mosquitos tem 4 estados larvais e, a duração do estágio de ovo a pupa, vária segundo a temperatura, maior é a temperatura menor é o tempo de desenvolvimento em mosquito adulto, geralmente este período vai de uma semana a um mês.

As larvas dos mosquitos vivem sob a água e o aparato respiratório muda segundo a espécie: por exemplo, os mosquitos da espécie Culex e Aedes tem um sifão para respirar, o Anopheles tem na parte final do corpo uma placa respiratória.

Durante o estágio de pupa devem avizinhar-se até a superfície da água para poder pegar oxigênio.

A PICADA DO MOSQUITO

O aparato bocal dos mosquitos é constituído por uma mandíbula pontuda e uma maxila em forma de serra com as quais faz um furo na pele chegando ao capilar, depois injeta con a hipofaringe a saliva anticoagulante que provoca efeitos alérgicos, pruridos e inchaço.

Como outros insetos, as fêmeas dos mosquitos dispoem de um aparato sensorial que se encontra sobre as antenas ou sobre a cabeça com qual percebem à distância a presença de suas presas, percebendo a humidade e a tempetratura da pele, suor e sebo, emissão de anidrido carbônico.

Um aspecto interessante é dado da capacidade do mosquito de distinguir e escolher o sangue são do sangue doente.

Além disso, segundo estudos recentes sobre os mosquitos, alguns estudiosos tem individuado quais são os indivíduos mais afetados pelos mosquitos:

  • Fumadores: estas pessoas emitem por efeito do fumo substância química que atraem os mosqitos.
  • Vegetarianos: estas pessoas emitem respirando, o octanol, uma substância produzida da digestão de alimentos a base de verdura e fruta.

Alem disso, associações de perfumes com substâncias corpóreas atraem de modo particular os mosquitos, entre as partes do corpo mais afetadas pelas picadas dos mosquitos, são seguramente os pés e enfim, diferentemente daquilo que as pessoas pensam, os mosquitos preferem as pessoas adultas mais que a crianças e os homem mais que as mulheres.

Mas os mosquitos não picam somente os homens, as suas presas são também animais e pássaros, assim que podem se tornar portadores de parasitas e transmitir doenças ao homem através da saliva que injetam.

Em nosso país os mosquitos não resultam como portadores de doenças, também se os sempre mais frequentes deslocamentos por turismo ou trabalho nos países aonde os mosquitos podem transmitir doenças como malária e febre amarela etc aumetam o risco de difusão.

DESINFESTAÇÃO E COMBATE AOS MOSQUITOS

Para eliminar os mosquitos deveríamos eliminar todos lugares de água parada e todos os ambientes aonde os mosquitos proliferam, portanto a luta contra os mosquitos é antes de tudo individual e preventiva, por exemplo, tomando cuidado para não criar com o nosso comportamento errado a difusão dos mosquitos, ou seja eliminando todos aqueles lugares que podem se tornar foco de larva em nossos jardins ou casas.Quanto a desinfestação sobre amplas superfícies, deve ser feita por pessoal qualificado.

Quanto a desinfestação sobre amplas superfícies, deve ser feita por pessoal qualificado.

Contate-nossem compromisso para uma Consulta e ou Orçamento GRATUÍTO