As Pulgas são parasitas externos termófilos ou seja são atraídos por mamíferos ou pássaros de sangue quente, incluindo o homen. As Pulgas possuem um aparado bocal pungente e sugador e não têm asas, isso determina que elas pertencem à ordem dos Siphonáteros: sipho (picante-sugador) atheros ( sem asas); o corpo da Pulga  é achatado, de cor marrom avermelhado, e as dimensões da Pulga adulta variam de 1 a 8mm, são dotadas de três pares de pernas das quais as últimas duas são mais compridas com uma musculatura muito forte que permite às Pulgas de executarem grandes pulos sobre animais de sangue quente.

A Pulga, diferentemente de outros insetos, pica para se nutrir sugando o sangue do hóspede, existem acerca de 2.000 espécies conhecidas mas as mais comuns e infestantes na Itália pertencem à família das Ctenocephalides felis.

As Pulgas mais Comuns com as quais freqüentemente temos contato são:

  • Pulga DO GATO (CTENOCEPHALIDES FELIS)
  • Pulga DO CÃO (CTENOCEPHALIDES CANIS)
  • Pulga DAS AVES (ECHIDENOFAGA GALLINACEA)

As Pulgas menos freqüentes mas mais perigosas para o homen e para os animais são:

  • Pulga DO HOMEN (PULEX IRRITANS): esta espécie de Pulga vive sobre o homen mas também sobre os animais domésticos e raramente sobre animais selvagens. Pertence à família dos Pulicidae e pode transmitir a peste bubonica e o tifo murrino.
  • Pulga DO Rato (XENOPSYLLA CHEOPIS): considerada responsável na Idade Média da epidêmia da peste bubônica, causada por uma bactéria chamada Yersina pestis a qual vem transmitida através das Pulgas de Rato em Rato e de Rato a homen; além disso pode transmitir o tifo murrino (ricketiose) e a tularemia.

Para a prevenção das infestações devidas as Pulgas  é importante conhecer as quatro etapas do ciclo biológicos delas: os machos e as fêmeas adultas se acasalam sobre o hóspede e a partir do dia seguinte a Pulga fêmea começa a depositar, em rápidos intervalos, grupos de 8 a 12 ovos sobre o hóspede.

Para ser fecunda uma Pulga fêmea deve antes se nutrir por dois ou três dias do sangue do hóspede.

Os ovos assim depositados pela Pulga fêmea depois de um curto período de tempo caem dos pelos ou das plumas do animal hospedeiro e vêm espalhadas sobre o terreno ou, tratando-se de animais dómesticos, nos abrigos deles, sobre os Tapetes e sobre os tecidos dos sofás, das camas etc. e, dependendo da humidade e da temperatura do ambiente, se abrem depois de 4-12 dias.

As larvas de Pulga são visíveis também a olho nu, medem em torno de 4mm, com o aspecto de vermes sem olhos e pés, com um aparado bocal mastigador e nutrem-se de material orgânico e do sangue digerido pelas Pulgas adultas. Amam a escuridão e portanto procuram lugares escondidos à luz: fissuras Tapetes cobertores etc., e desidratam-se com facilidade quando são expostas ao sol.

Pupa: após o período larval que dura de 7 a 15 dias inicia o primeiro ciclo da ninfa no qualalarva adulta começa a costruir, envolvendo-se de seda, o casulo ou pupa, e inicia assim o segundo ciclo de encasulamento o qual tem uma duração mínima de 1 semana até no máximo de 1 ano. Durante a fase de desenvolvimento nos quistos, as pequenas Pulgas em seus casulos são vulneráveis seja às baixas temperaturas e seja aos inseticidas.

Adulto: enfim, estimulada pelo calor e pela anidride carbônica ou por outras vibrações a Pulga já adulta sai do casulo, e se não encontra um hóspede por onde subir e nutrir-se depois de 12 dias ela morre.

Em geral uma Pulga adulta vive e morre sobre o hóspede no qual subiu, raramente pula de um hóspede para outro. Portanto a infestação de um animal acontece quando o mesmo permanece no ambiente infestado.

Ao próprio hóspede as Pulgas podem causar dano agindo em três diferentes modos:

1. Modo direto: forte comichão, perda das pelagem e lesões cutâneas; em animais jovens e   desnutridos a presença de um grande números de Pulgas leva a uma deterioração por causa do prurido que o impede de nutrir-se e também por causa da quantidade de sangue que as Pulgas conseguem subtrair ao pequeno animal a qual por sua vez pode causar sérias anemias se a infestação assume graves proporções (uma Pulga adulta pode chupar até 5-10ml de sangue por dia, acerca de 20 vezes o seu peso córporeo).

2. Provocando reações alérgicas: Isso acontece quando o sujeto é alérgico as bactérias virulentas presentes na saliva das Pulgas, a qual inoculação acontece através das feridas causadas pelo contínuo coçar-se do animal afetado. Estas reações alérgicas podem causar dermatites, edemas e infeções cutâneas também graves.

3. Como vectores de doenças infectivas e prasitárias: isso acontece quando a Pulga vem ingerida, ela pode ser portadora de larvas infestantes do verme chato ou tênia, hóspede patógeno no intestino do cão e do gato, mas em especial modo do gato devido ao costume dele de se lamber durante a sua toalete. Uma outra doença da qual a Pulga é vetor, é a doença do arranhão do gato causada por um micro-organismo, a Bartonella henselae, que se encontra no sangue do gato; a Pulga suga o sangue infetado que vem expulso com as fezes e quando o gato nos arranha com as unhas sujas de fezes das Pulgas, transmite esta enfermidade ao homem, particularmente perigosa no caso que o mesmo esteja com problemas no sistema imunitário provocando febre, inchaços do local arranhado e problemas na linfonóide e no sistema linfático.

PREVENÇÃO, EDUCAÇÃO, LIMPEZA

A infestação das Pulgas ocorre muito rapidamente e no mesmo ambiente encontramos sejam Pulgas como ovos, larvas e pupas, chegando em poucas semanas à uma infestação importante.

Nas Desinfestações das Pulgas o problema maior que se apresenta não são as Pulgas adultas, mas os ovos que são disseminados por toda a parte pelo animal infestado e, tratando-se de animais domésticos que vivem na nossa casa, podemos encontrar  jazidas, Tapetes, camas, traverseiros infestados.

Na preseça de animais dosmésticos é necessário uma atenta limpeza e higiene, sobretudo quando estão crianças, as quais sempre beijam, dormem e muitas vezes até dividem o alimento com o cão e com o gato e podem, portanto entrar em contato muito facilmente com as larvas e com os ovos das Pulgas através dos quais vêm transmitidas parasitoses como vermes intestinais e tênia.

É de fundamental importância como prevenção a limpeza seja do ambiente e seja pessoal, ensinando as crianças a lavar-se as mãos depois de haver brincado com o animal, e sobretudo não colocar as mãos na boca, não permitir que o mesmo animal suba sobre as poltronas e camas e usar telas, e toalhas aonde o animal dorme ou se repousa que possam ser lavados semanalmente; estas precauções permitem de eliminar a maior parte dos ovos.

Usar sempre o sobretudo na primavera e verão, antiparasitas sobre os mesmos animais.

Contate-nos sem compromisso para uma Consulta e/ou Orçamento GRATUITO